29 de Setembro – Dia Mundial do Coração

945 630 Bruno Dolbeth
  • 1

As doenças cardiovasculares ou doenças do coração, são a principal causa de morte na Europa. O Serviço Nacional de Saúde (SNS) registou que todos os anos em Portugal, morrem cerca de 35 mil pessoas vítimas de doenças cardiovasculares, o que representa um terço de toda a mortalidade no nosso país.

Uma alimentação inadequada é responsável por cerca de metade das incapacidades e mortes geradas pelas doenças cardiovasculares. No entanto, a má alimentação não é o único causador destas doenças. A esta juntam-se outros fatores de risco como o sedentarismo, tabagismo, stress e o consumo abusivo de bebidas alcoólicas.

Foi estimado que, anualmente a União Europeia tem um custo de 102 mil milhões de euros com as doenças do coração.

Dados divulgados no relatório do Infarmed de 2017 indicam que, os medicamentos para a diabetes e hipertensão-ambas consequências dos fatores de risco das doenças cardiovasculares-são dos principais responsáveis pelo volume de custos de saúde ao longo do ano, num total de 388 milhões de euros. Ainda, as substâncias destinadas ao tratamento da diabetes e da hipercolesterolemia (colesterol elevado) são as mais utilizadas pelo SNS.

Nos últimos anos, estas doenças cardiovasculares foram reconhecidas como doenças do estilo de vida, pois, embora fatores como a hereditariedade não possam ser revertidos, muitos outros fatores de risco como a alimentação, a atividade física e comportamentos aditivos podem ser controlados por cada um de nós e assim, prevenir e até reverter o aparecimento destas doenças.

Recentemente surgiu um modelo inovador da medicina, chamado Medicina do Estilo de Vida. Este acredita na prevenção e tratamento de doenças causadas por condicionantes do estilo de vida, ensinando aos seus pacientes, como adotar comportamentos mais saudáveis no dia a dia e alertando para os benefícios inerentes dessa mudança.

Sabemos que mudar maus hábitos e comportamentos é algo que requer muita resiliência da nossa parte, mas também é certo que os benefícios são enormes. Para além de prevenirmos potenciais doenças futuras, de evitarmos despesas com saúde, ainda ganhamos qualidade de vida e longevidade.

Neste dia do Coração, esperemos que se consciencialize que a saúde do seu coração é importante e depende si e da mudança dos seus comportamentos diários por um estilo de vida mais saudável.

 

 

Bibliografia

Sns.gov.pt. (2019). Retrato de Saúde 2018. [online] Available at: https://www.sns.gov.pt/wp-content/uploads/2018/04/RETRATO-DA-SAUDE_2018_compressed.pdf

Sns.gov.pt. (2017). Doenças cardiovasculares. [online] Available at: https://www.sns.gov.pt/noticias/2017/10/04/doencas-cardiovasculares/

Fundação Portuguesa de Cardiologia. (n.d.). Fatores de Risco. [online] Available at: http://www.fpcardiologia.pt/saude-do-coracao/factores-de-risco/

American College of Lifestyle Medicine. (n.d.). Physician Competencies for Prescribing Lifestyle Medicine. [online] Available at: https://www.lifestylemedicine.org/ACLM/Lifestyle_Medicine/_What_is_LM__JAMA_Competencies_/ACLM/About/What_is_Lifestyle_Medicine_/Core_Competencies.aspx?hkey=26f3eb6b-8294-4a63-83de-35d429c3bb88

Sns.gov.pt. (2018). Medicamentos | Relatório anual. [online] Available at: https://www.sns.gov.pt/noticias/2018/02/23/medicamentos-relatorio-anual-do-infarmed/

Author

Bruno Dolbeth

All stories by: Bruno Dolbeth

Olá, tudo bem com você? Entre em contato comigo via whatsapp aqui.