Como promover ambientes de trabalho psicologicamente seguros em 2021

980 653 Bruno Dolbeth
  • 0

2020 revelou-se um ano desafiante em muitos sentidos e prevê-se que os desafios se prolonguem em 2021. Os números de infeções derivados da Covid-19 aumentaram neste início de ano e paralelamente aumentam os diagnósticos de pessoas com problemas de saúde mental.

Um estudo publicado recentemente pelo Instituto Nacional Ricardo Jorge revela que sete em cada dez portugueses em quarentena acusaram sofrimento psicológico e mais de metade dos inquiridos apontou sintomas de depressão. De acordo com o mesmo estudo, um quarto dos inquiridos que continuaram a trabalhar, excluindo os profissionais de saúde, apresentava sintomas de burnout (exaustão física e emocional), destacando-se os profissionais de lares de idosos (43 por cento), de atendimento ao público (38 por cento) e operários fabris (36 por cento).

Este novo confinamento, a liberdade condicionada, a perda de entes queridos e a incerteza de como serão os próximos tempos, são preocupações muito sentidas nesta fase por todos. As pessoas continuam a aprender a adaptar-se a toda esta nova normalidade, mas a verdade é que todo o panorama potencia riscos acrescidos à preservação da saúde mental.

Uma das preocupações mais sentidas pelos colaboradores é a hipótese de perderem o seu emprego pois este acontecimento é um forte causador de problemas de sustentabilidade financeira, stress, aumento de ansiedade e até mesmo depressão.

De uma forma geral as empresas têm-se adaptado a novas formas de trabalhar, como o trabalho remoto e flexibilidade de horários de trabalho, no entanto as suas lideranças terão de ir além das suas funções normais e aprenderem a ajudar os seus colaboradores a ultrapassar possíveis ameaças à sua saúde psicológica.

As lideranças e chefias desempenham assim um papel fundamental no apoio ao bem-estar e à saúde mental dos seus colaboradores. A forma como as pessoas são tratadas e geridas no dia-a-dia é fulcral para uma níveis emocionais mais positivos.

Deixamos agora alguns conselhos que podem ajudar os seus gestores a promover ambientes de trabalho psicologicamente saudável para as suas equipas:

Identificar sinais

Ajude os gestores a identificar os potenciais sinais de stress, ansiedade e exaustão, bem como comunicar com os colaboradores afetados. Os gestores não precisam de se tornar especialistas em saúde mental, mas precisam de saber identificar, reportar e assegurar que os colaboradores são orientados para os serviços de apoio psicológico disponíveis.

Lidere com empatia

Desenvolva a empatia e aprenda a perceber como as suas pessoas se sentem e como está a ser a adaptação ao trabalho remoto. Esteja preparado para fazer ajustes.

Seja cuidadoso e paciente com os desafios que as suas pessoas enfrentam (crianças, idosos, animais de estimação, etc)

Melhore a comunicação com a sua equipa

Partilhe com a sua equipa atualizações e decisões da empresa.

Ferramentas de comunicação são essenciais em situações de crise. Em momentos de muita ansiedade, um feedback positivo e de reconhecimento pode ajudar a reduzir o stress e ansiedade dos seus colaboradores. Sempre que alguém não possa participar das reuniões, tente entender se a mesma foi bem comunicada e faça um resumo da mesma para poder partilhar.

Proximidade e respeito pelo seu trabalho e pelo trabalho dos outros

Aprenda a gerir melhor o seu horário de trabalho e o da sua equipa. Reserve reuniões no horário de trabalho da empresa para falar sobre assuntos significativos.

Promova as conexões sociais das suas equipas e através de start up meeting “Café da manhã” apenas para dizer Olá, desejar um bom dia à sua equipa ou perguntar como estão.

Reúna com os seus colaboradores com regularidade para perceber como se sentem, como estão a gerir as tarefas, desafios, metas e resultados.

Perceba como os seus colaboradores se sentem

Incentive os seus gestores a terem uma conversa de bem-estar com as suas equipas, individualmente e regularmente para que sejam detetados possíveis sinais de má saúde mental. Forneça um questionário simples e incentive a que este check-in seja realizado frente a frente por reunião virtual ou presencial.

Olhe para esta situação como uma oportunidade

Ajude as suas equipas que tiveram redução da carga de trabalho a desenvolver trabalhos igualmente importantes (como por exemplo, rever e sugerir melhoria nos processos de trabalho, procedimentos, ferramentas utilizadas, etc)

Incentive as pessoas a participar em formação online, pois a aprendizagem pode impulsionar o bem-estar e proporcionar aos colaboradores um maior autoconhecimento sobre estes temas e sensação de realização.

Peça para que identifiquem habilidades que possam pôr em prática e ou possam ajudar a empresa e os seus colegas.

 

Esperamos que estas dicas tenham sido úteis 😊

Author

Bruno Dolbeth

All stories by: Bruno Dolbeth

Olá, tudo bem com você? Entre em contato comigo via whatsapp aqui.