Dicas da Especialista: Como evitar emoções negativas e comportamentos tóxicos

1024 512 Bruno Dolbeth
  • 1

Bem vindos ao segundo tema da rubrica ‘Gerir a saúde mental e emocional em tempos de COVID-19’.

 

Para quem ainda não conhece a nossa nova rubrica, esta pretende oferecer um conjunto de dicas sugeridas pela nossa psicóloga especialista Joana Sousa, que nos podem ajudar a lidar com a situação de isolamento e distanciamento social, de forma a sermos capazes de gerir melhor as nossas emoções, pensamentos e atitude perante a atualidade que vivemos.

As dicas focam 7 temáticas distintas que serão partilhadas ao longo das próximas semanas. Estas são:

1. Manter um pensamento positivo em pleno surto
2. Evitar emoções negativas e comportamentos tóxicos
3. Manter um estilo de vida ativo e saudável
4. Manter a rotina de trabalho
5. Levar este período com humor e leveza
6. Investirmos em nós
7. Coisas para fazer durante a quarentena
 

As primeiras dicas referentes ao tema 1 ‘Manter um pensamento positivo em pleno surto’ já estão disponíveis, e pode consultá-las aqui!

As dicas desta semana abordam o tema: Como evitar emoções negativas e comportamentos tóxicos

 

Continue a ler ou conheça agora a solução personalizada que criámos para a sua empresa de forma a proteger a saúde mental e emocional dos seus colaboradores: Saiba mais aqui!

 

Dicas de Gestão da Saúde Mental e Emocional
Tema #2: Como evitar emoções negativas e comportamentos tóxicos

 

Identificar e recorrer a estratégias e competências úteis que ajudaram no passado a lidar com situações adversas

Identificarmos estratégias e competências que resultaram em tempos mais difíceis, podem ajudar-nos a lidar com a situação atual que vivenciamos. Muitas vezes, temos os recursos de que necessitamos para lidar com as adversidades, só não temos real consciência do poder que as mesmas têm, e da força que existe em nós mesmos. Recordar e testar esses recursos e estratégias anteriormente utilizados por nós, poderá ser um bom princípio para lidar com as nossas flutuações de emoções nesta fase desafiante de quarentena/isolamento.

Evitar assistir em demasia a noticiais perturbadoras e inquietantes

É importante limitarmos as nossas preocupações e inquietações, diminuindo o tempo a que nos expomos a noticias e informações perturbadoras e que nos causam demasiada tensão. Manter-se informado é muito diferente de estar constantemente obcecado por aquilo que as notícias nos têm a dizer. É essencial que sejamos críticos, quanto às informações que procuramos, vemos e/ou encontramos. Não focar demasiado naquilo que se lança nas redes sociais relativamente à evolução da pandemia, muitas são fake news e apenas servem para alarmar, criar o pânico e aumentar os nossos níveis de stress e ansiedade.

Procurar sempre fontes credíveis e fidedignas de informação (como a DGS, SNS, OMS) para nos mantermos informado, ou mesmo um jornal televisivo que siga estas mesmas fontes e sirva a comunidade com informação não alarmante, credível, sucinta e esclarecedora.

Reconhecer e evitar o aparecimento de pensamentos negativos

Dar uma pausa aos pensamentos mais pessimistas e intrusivos que nos causam mal estar, ansiedade e frustração, e mudar o rumo dos nossos pensamentos, pensando em algo positivo, que nos faça sentir mais animados, otimistas e com garra.

Se formos capazes de identificar e bloquear estes pensamentos negativos e mais catastrofistas, que causam tanto caos nas nossas mentes e, consequentemente, nas nossas vidas, iremos despoletar uma mudança no modo como nos sentimos. Isto vai influenciar as nossas emoções e a forma como reagimos aos acontecimentos, sendo assim possível alterar a realidade que estamos a viver.

Mudar a realidade, permite-nos criar uma nova história, um novo rumo, mais agradável, promissor e positivo. Se os pensamentos nos podem adoecer, também têm o poder de nos curar! Só temos de mudar o nosso mindset.

Stop aos julgamentos, sentimentos de culpa e inferiorização

Centrarmo-nos nos pontos fortes e naquilo que de melhor temos para dar, a nós e aos outros. Estes são um excelente recurso pessoal para lidar com situações adversas e mais complicadas como a que estamos a viver.

Pedir ajuda profissional se necessário

Caso nos sintamos perturbados, perdidos, angustiados, demasiado ansiosos e acharmos que se mostra necessário, procurar ajuda de um profissional que nos possa ajudar a encontrar mais estabilidade, a gerir as suas emoções, a identificar os nossos gatilhos e a potenciar os nossos recursos pessoais (internos e externos). Recorrer a estes profissionais poderá ajudar-nos a alcançar uma maior estabilidade emocional, felicidade, bem-estar e a preservamos , assim, a nossa saúde mental.

 

Esperamos que estas dicas lhe sejam úteis e que consiga preservar a integridade da sua saúde física e, principalmente, mental!
As próximas dicas abordam a temática:
Manter um estilo de vida ativo e saudável | Fique atento!

 

Author

Bruno Dolbeth

All stories by: Bruno Dolbeth

Olá, tudo bem com você? Entre em contato comigo via whatsapp aqui.